Como controlar os níveis de potássio na sua alimentação?

Tempo de leitura: 2 minutos

O potássio é um mineral essencial à vida e ao bom funcionamento do corpo. Em condições normais de saúde, nosso organismo consegue manter suas quantidade adequadas através através da alimentação, das glândulas, do intestino e dos rins.

Quando alguns desses órgãos estão doentes, como é o caso de câncer, cistos renais, síndrome nefrótica, insuficiência renal, diálise ou hemodiálise precisa haver cuidados com a alimentação.   

1- Quais as principais fontes de potássio na alimentação?

Frutas e vegetais são as principais fontes de potássio na alimentação. É muito difícil atribuir que um alimento é isento totalmente de potássio, no entanto, ele pode ser um alimento fonte (com muito teor de potássio) ou não (com baixo teor potássio).

Para saber se ele é fonte ou não observa-se a quantidade de potássio por porção do alimento. Alimentos com alto teor de potássio tem 5,1 mEq de potássio por porção, já os com baixo teor de potássio, menor que 5,0 mEq/porção.  

O equilíbrio na ingestão destes alimentos com alto teor de potássio com os que tem baixo teor de potássio garantirá o controle dos níveis no organismo.

2 -Veja abaixo a lista de alimentos com alto teor de potássio e baixo teor de potássio:

Alimentos com alto teor de potássio:  

  •  kiwi médio 
  • 1 banana nanica ou prata, ½ abacate 
  • 1 laranja média
  • 1 mexirica 
  • 1 fatia de melão
  • 1 fatia média de mamão
  • ½ água de coco
  • frutas secas
  • caldo de cana
  • oleaginosas (castanhas)
  • chocolate, sucos concentrados
  • doces em calda ou compota
  • 1 pires de acelga
  • 1 pires de couve crua ou espinafre
  • 1 concha P de feijão

Alimentos com baixo teor de potássio

  • 1 banana- maçã
  • 1 maçã média
  • 1 caqui
  • 1 laranja lima média
  • 1 pêra
  • 1 fatia média de abacaxi
  • ½ manga média
  • ½ copo de suco de limão
  • ½ copo de suco  de uva (não concentrado)
  • 10 morangos, 5 folhas de alface
  • 2 pires de agrião
  • ½ pepino pequeno
  • 3 rabanetes
  • 1 tomate pequeno
  • ½ cenoura média                                                                               

Simplesmente retirar os alimentos sem orientação profissional pode acarretar outros prejuízos à saúde, principalmente pela restrição de outros nutrientes e minerais também.

Procure auxílio profissional para ter orientações individualizadas sobre o seu caso.

 

Referências:

MAHAN, L. Kathleen; Escott-Stump, Sylvia. Krause, alimentos, nutrição e dietoterapia.12ª Ed. Rio de Janeiro, Editora Elsevier, 2010.

FOOD AND NUTRITION BOARD. INSTITUTE OF MEDICINE (IOM). Dietary Reference Intake for water, potassium, sodium, chloride, and sulfate. Washington: National Academy Press, 2005. Disponível em: www.nap.edu.

PASCHOAL, V.;  Marques, N. Sant’Anna, Viviane, Sant’Anna. Nutrição clínica funcional: suplementação nutricional.  1ª Ed. São Paulo, VP Editora, 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *